TCCs da fAAC

Projeto de TCC leva música e artes plásticas para crianças de escola pública

Aluna de Artes Visuais da UNESP realizou oficinas de ocarina e tambor oceânico em creche de Bauru

Heloísa Manduca

Imagem7
Adelle Trevisan conquistou as crianças com oficina. Foto: arquivo pessoal da aluna

As crianças de uma creche localizada na região Sul de Bauru tiveram uma semana pintada com outros acordes. Com ludicidade e criatividade, a egressa de Artes Visuais da Unesp, Adelle Trevisan, 26, realizou oficinas para a construção de instrumentos musicais, ocarina e tambor oceânico, com alunos de 5 a 7 anos. O projeto faz parte do Trabalho de Conclusão de Curso de Adelle, que foi apresentado este ano.

De forma alternativa e de baixo custo, caixas de pizza, argila, tintas e esferas de sagu fizeram a alegria da garotada. “Eu fiquei uma semana na creche. É muito interessante ver o trabalho [TCC] na prática. As oficinas duravam em média de 30 a 40 minutos para a construção dos instrumentos. A ocarina, feita de argila, é um de sopro, já o tambor oceânico, feito com caixas de pizza e sagu, é de percussão e lembra um chocalho”, explica Adelle.

Imagem3
Crianças realizando oficina. Foto: arquivo pessoal da aluna

O projeto contou com a orientação da Professora Doutora Maria do Carmo Kobayashi, especialista em Linguagens da Arte e atuante na Faculdade de Ciências da Unesp. Segundo ela, a escolha dos instrumentos também foi importante.  “A seleção dos 2 objetos sonoros foi em razão da facilidade do manejo, a simplicidade para que as crianças construíssem seus próprios instrumentos, ou seja, fossem autoras de seus objetos, entendessem como eram feitos, os adornassem conforme seu gosto”, ressaltou.

O TCC possui como tema a ‘Interface entre Música e Artes Visuais: Construção de Instrumentos (ocarina e tambor oceânico) com e para crianças de Educação Infantil… Caminhos e Encontros’. Tem como referência um dos principais educadores musicais, Edwin Gordon, pela obra ‘Teoria de Aprendizagem Musical’. Além dele, documentos nacionais como o Referencial Curricular Nacional para a Educação Infantil (RCNEI) também foram utilizados para fundamentar os argumentos.

“A base desse trabalho foi o educador Gordon pelo seu Princípio da Audição. Nela, ele explica como o ouvido da gente se afina. Isso acontece na primeira infância. Porém, acredito que é um autor um tanto performático. Ele diz que a arte é importante para a criança e quanto mais cedo ela aprender, melhor vai ser”, comentou Adelle.

Imagem2
Pintura das caixas de pizza, construção do tambor oceânico. Foto: arquivo pessoal da aluna

Para a professora Kobayashi, a música é importante para o aprendizado das crianças. “É uma das formas mais bonitas e sensoriais para que possamos transmitir nossas emoções, conhecer as emoções dos outros e de se inserir no mundo. Nos orienta no espaço. As fontes sonoras, o barulho do vento, da chuva, do trovão, a som das palavras das pessoas que amamos é uma música, o ruído que nos incomoda, e tantos outros sons”, explicou.

De forma geral, a iniciativa do projeto teve seu objetivo alcançado e superou as expectativas dos envolvidos. A ação de inclusão da música na Educação Infantil é um dos principais pontos defendidos por Adelle Trevisan, que espera que a atividade possa ser implementada em outras escolas da cidade.

Anúncios

Deixe seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s