Design, Série Especial: Projetos de Extensão

Projeto de extensão “A Voz da Capoeira”

Periódico surgiu de projeto de pesquisa de aluna de Design

Ariely Fonseca

A partir da iniciativa de construir um jornal comunitário em Bauru como projeto de pesquisa, a Prof. Dra. Ana Beatriz Pereira de Andrade, mais conhecida como Profa. Ana Bia, e a então graduanda em Design Manoela Gonçalves encontraram na Casa da Capoeira um grupo social que permitisse a interlocução para a construção de um periódico. Em um curto espaço de tempo, a integração entre as equipes foi intensa e completa. O projeto do jornal foi concretizado e recebeu o nome de “A Voz da Capoeira”.

A parceria se iniciou no ano de 2014, quando a Manoela e a Profa. Ana Bia puderam contar com todo apoio do Alberto Pereira, fundador da Casa da Capoeira. O projeto de iniciação científica era baseado na teoria de Design Social, criada por Victor Papanek nos anos 70. O princípio dessa teoria é criar junto com a comunidade e não para ela, sendo que uma das expectativas era que mesmo após o fim do acompanhamento das pesquisadoras, o grupo continuasse o jornal com total autonomia – o que é chamado de design vivo.

O que se iniciou como um projeto de iniciação científica levou Manoela a descobrir como designer gráfica seu gosto por diagramação e editoração. Segundo ela, a prestatividade do Alberto e a participação dela no cotidiano do grupo tornaram a experiência acadêmica mais divertida e dinâmica. Manoela também nos conta que “a casa da capoeira já tinha uma identidade visual pronta, então [ela] partiu disso para construir e diagramar a arte e os textos do jornal”. Ela ainda diz que ela mesma fez um texto, mas “não é o forte” dela. “De qualquer forma, tirei as fotos, participei de uma aula de capoeira (como fotógrafa mesmo) para conhecer, ver como era a relação dos alunos e achei que facilitou bastante”, afirma.

Para o desenvolvimento do jornal, colocou-se em cena o histórico da Casa da Capoeira, com prática específica da Capoeira Regional. Também foram necessárias vivências intensas nas atividades realizadas no local. Outros alunos e docentes de Bauru também se integraram ao desenvolvimento da primeira edição. Definiu-se como pauta: esclarecer questões acerca da Capoeira Regional, apresentar a filosofia da Casa a partir da trajetória do Alberto e descrever uma das atividades desenvolvida com crianças. A primeira edição do jornal foi impressa em policromia, formato tabloide. O projeto gráfico-editorial contou com espaço para patrocinadores, o que viabilizou a produção. A tiragem inicial foi de 5000 exemplares e a distribuição foi coletiva em vários pontos da cidade, incluindo eventos públicos.

Orientadora do projeto, a Profa. Ana Bia, que é docente do Departamento de Design da Faculdade de Arquitetura, Artes e Comunicação (FAAC), conta que desenvolveu outros projetos com comunidades locais e que esse foi especial pela dedicação da Casa da Capoeira e que graças a isso foi possível a construção conjunta do jornal comunitário. Também sob a orientação da professora, foram escritos artigos acadêmicos sobre “A Voz da Capoeira” e estes foram apresentados pela aluna Manoela em congressos nacionais e internacionais, como na Universidad de Palermo, na Argentina.

Durante o ano de 2014, foram publicadas três edições do “A Voz da Capoeira”, que segue em circulação até hoje. Com as tiragens, foi possível verificar a crescente visibilidade da Casa da Capoeira. O projeto é um exemplo de que o jornal comunitário é um forte aliado para transmitir informação acerca da Capoeira, disseminando cultura, informação e brasilidade.

Anúncios

Deixe seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s