Comunicação, facebook, Notícias

Facebook quer acabar com os ‘clickbaits’, e isso é bom para todas as partes

por Alexandre Wolf

No começo de agosto, o Facebook anunciou mais uma mudança no seu feed de notícias. Os ‘clickbaits’, aqueles links que não dizem nada, terão alcance cada vez mais limitado, prejudicando as páginas que fizerem uso desse artifício.

Obviamente, os únicos que não devem ter gostado da mudança são os sites que não produzem conteúdo próprio, e, portanto, precisam usar essa tática barata e apelativa para atrair usuários e conseguir mais dinheiro com anúncios. Mas, para todo o restante, essa novidade é excelente.

O Facebook divulga pouca informação sobre como eles vão limitar esse conteúdo, mas tudo indica que existe bastante estudo por trás dessa decisão. O que sabemos até agora é que o foco está em dois tipos de chamadas: as de “curiosidade” (“você não vai acreditar em quem foi visto em público”, por exemplo) e as que tentam enganar o leitor (“Maçãs, na verdade, fazem mal para você”). A partir daí, se o algorítmico detectar que uma chamada é clickbait, ele vai limitar o alcance da postagem e [provavelmente] da página como um todo.

E quais as vantagens de se fazer isso? Em primeiro lugar, eles pensam em seu próprio site, pois com um título mais informativo nas postagens, maior é a chance das pessoas curtirem, comentarem e/ou compartilharem o conteúdo sem sair do Facebook, aumentando o tempo de permanência na rede social e a interação dos usuários, o que gera resultados positivos para o marketing (e mais $$$).

Os usuários também são beneficiados com a medida, pois vão passar cada vez menos raiva ao lerem postagens que omitem informação em seu título, como “Time da série A anuncia contratação de peso para a temporada!”, por exemplo, que cria uma curiosidade forçada que os faz abrir o link (e, geralmente, o resultado é decepcionante e irritante).

Além disso, o jornalismo também ganha mais importância a partir de agora. Afinal de contas, os responsáveis pelas redes sociais de sites de notícias precisarão utilizar títulos e chamadas sérias e de qualidade, que possam atrair o leitor sem cair na apelação do clickbait, e isso não é tarefa simples.

Ou seja: de maneira geral, a medida vai garantir que o feed de notícias dos usuários possua mais conteúdo de verdade, com boa informação e que possibilite o engajamento do público para discutir os assuntos que lhes interessam. Porque poucas coisas são tão “broxantes” quanto ver uma notícia super legal e não compartilhá-la porque o título da postagem é “você não acredita no que aconteceu”.

Anúncios

Deixe seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s