Sem categoria

Dificuldades com as fontes: sim, elas existem

Por Thuany Gibertini 

Lidar com as fontes no jornalismo pode ser bem menos glamouroso do que se imagina

Você começa com o sonho, estuda e estuda. E então, finalmente, você entra na faculdade do curso que você sonha. Quem sonha em fazer jornalismo pode mudar muito sua perspectiva sobre o curso logo no início, todo o glamour e elegância imaginados nas entrevistas logo somem no primeiro exercício, que algum professor passar, envolvendo essa técnica jornalística.

O frio na barriga para se aproximar de alguém sempre vai estar de certa forma presente, as suas perguntas nunca vão parecer tão boas, mas o principal problema, que pode acontecer muitas vezes se não se toma cuidado no momento de elaborar suas questões é: perguntas tendenciosas. Que sensação horrível é a de estudar tanto sobre um assunto e sem perceber guinar para um lado, deixando isso transparecer para a sua fonte.

Basicamente todo estudante de jornalismo sabe que a imparcialidade não existe por inúmeros motivos. Contudo, até que ponto é realmente justo ir para uma entrevista sobre os benefícios do mel de abelha na vida do ser humano, com perguntas que inclinem principalmente para malefícios por casos específicos que possam permear sua opinião ou talvez por coisas que se leu em algum lugar?

Existem algumas editorias e determinados assuntos que realmente necessitam de um repertório de perguntas mais incisivos, principalmente no que diz respeito ao jornalismo investigativo. Entretanto, em certos assuntos se você se posiciona a ferro e a fogo se apoiando até mesmo em algo que estudou muito, acaba por ferir o direito a pluralidade de vozes tão importante para a comunicação realmente acontecer democraticamente.

Outra situação que as revistas e os programas de televisão não mostram, é quando uma fonte simplesmente não responde ou você tem de lidar com a falta de educação de algumas pessoas que podem julgar suas perguntas burras. Difícil ter esse jogo de cintura e ao mesmo tempo obter informações satisfatórias para montar sua matéria.

Para o terror de quem está começando, ainda pode rolar da fonte dizer que vai responder até determinado dia e não responder, um dia antes da entrega daquele trabalho ou até mesmo no dia, daí é só correria e desespero. Mas, se depois de um tempo você aprende a lidar com tudo isso e outras adversidades mais do curso que nunca vai ser exatamente como vocês sonhou, pode partir para o semestre seguinte com novas expectativas e metas. Então, se você sonha em cursar jornalismo, pode se preparar para uns bons perrengues com os seus futuros entrevistados. Boa sorte!

Anúncios

Deixe seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s