Comunicação, Sem categoria

Auto publicação nas novas mídias

Por Caíque Guerra

Quadrinhos, rádio, livros e televisão. Tradicionais meios de comunicação e meio para as narrativas áudio – visuais e literárias, muitas vezes não representam seus diversos públicos ou acabam seguindo fórmulas e clichês. Esse vazio é preenchido, muitas vezes, pelo ‘autor autoral’ que tem muito mais liberdade para fazer e contar narrativas que o representem, ou simplesmente produzir conteúdo sobre um tópico que gosta.

Dentro da área do áudio, conheci uma forma não muito tradicional de programa autoral. Lembro-me de quando estava estudando para o cursinho, e precisava reforçar os temas de história, e me deparei com um portal de podcast com temas históricos. O podcast em questão era sobre a Roma antiga e tinha cerca de meia hora de duração só na primeira parte. Na época morava na cidade de São Paulo e, como muitos paulistanos, gastava cerca de 3 horas por dia em transporte público. Esses podcasts e outros fizeram parte dos meus trajetos cotidianos pelos meses seguintes.

Recentemente eu conheci uma série chamada ‘Welcome to Night Vale’, que seria uma rádio novela se não fosse disponibilizada na Soundcloud – uma plataforma social para compartilhar áudio -, sobre uma cidade onde acontecem coisas sobrenaturais muito esquisitas, narrada pelo radialista-personagem Cecil Baldwin, no formato de um programa de rádio.

Para os quadrinistas, desde os anos 90 já é relativamente comum a publicação de webcomics, que começaram como tirinhas e hoje algumas são compiladas e impressas como graphic novels. As webcomics tem se tornado parte dos estudos e ganhos de muitos artistas e cresce o número de ‘artistas autorais’ que se sustentam com o dinheiro de propaganda, propriedade intelectual, produtos e doações. Outra opção para os quadrinistas que tem se tornado comum é o print ondemand, ou impressão sob demanda, que viabiliza a publicação de histórias sem o custo inicial que as formas tradicionais de se imprimir em quantidade e o desprazer de acabar com muitas edições encalhadas tinham.

Antes mesmo do Youtube, as produções áudio – visuais, principalmente nas formas de animação eram muito comuns na internet, na forma de piadas, charges e mamutes. Essas produções evoluíram e hoje com o Youtube temos diversos criadores de conteúdo e coletivos dedicadas à produção de webséries, vídeos semanais, musicas e paródias. Essas produções ganham dinheiro com o número de visualizações e propaganda e crescem cada vez mais tanto em número quanto em qualidade dos conteúdos disponibilizados.

FYLN4CE6C7.jpg

Antigamente os escritores tinham que pular de editora em editora para conseguir publicar uma história, recebendo inúmeros nãos no processo. Hoje, devido ao saturamento do mercado com clichês e com as análises de marketing, as chances de escritores desconhecidos terem seus livros impressos diminuem. Nessa brecha surgiu um tipo de “editora”, que na verdade faz as vias de uma gráfica, se aproveitando de escritores com muita vontade de serem publicados, cobram um valor consideravelmente alto para publicarem um livro, ganhando dinheiro com esses contratos e não com a venda dos livros em si.

Com a popularização dos livros digitais com tela do tipo e-ink, os e-readers como Kindle (Amazon) e Kobo (vendido no brasil pela Livraria Cultura) surge uma alternativa para a ‘publicação autoral’. A Amazon possui um serviço de autopublicação muito simples que disponibiliza na loja digital os livros autorais, podendo ser comprados por qualquer pessoa em poucos minutos, e revertendo parte do valor diretamente ao autor. A divulgação do livro ainda depende do autor, porém sem nenhum custo inicial.

B2D5FD96B5

Hoje é muito fácil partilhar o ‘conteúdo autoral’, porém a quantidade de conteúdos com que a internet nos conecta é imensurável e por isso é importante ter consciência das chances, mas também das facilidades e possibilidades de se produzir conteúdo para as novas mídias.

Anúncios

Um comentário em “Auto publicação nas novas mídias”

Deixe seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s