Publicidade

O Natal está chegando e não dá mais para ficar indiferente

Por Giovana Gushikem

O Natal é uma das épocas mais esperadas do ano, principalmente por ser um momento de celebração e confraternização. Mas, você já parou para pensar na quantidade de pessoas que são moradores de rua e como comemoraram essa data?

No Brasil, existem cerca de 32 mil moradores de rua, sendo que só nas ruas da cidade de São Paulo são abrigadas 15.905 pessoas, segundo o censo da Secretaria de Assistência e Desenvolvimento Social. Pensando no Natal dos moradores de rua da cidade de São Paulo, foi criado o projeto “Natal Na Rua” apoiado pelo SP Invisível, Estúdio Kelly Polato, Catarse e o coletivo 1000 Macacos.

12244497_10204238089671231_1061486971967723040_o

O projeto “Natal na Rua” irá espalhar árvores de natal por São Paulo, em locais em que há aglomeração de moradores de rua. Com isso, vão incentivar os moradores da capital paulista a deixarem presentes, debaixo dessas árvores, para seus vizinhos que moram nas ruas.

Para que consigam espalhar o maior número possível de árvores, foi lançada uma campanha no Catarse, site de financiamento coletivo. O dinheiro arrecadado será integralmente utilizado na compra de árvores e enfeites. Aqueles que contribuírem com o projeto no Catarse ganham de recompensa cartões de natal exclusivos e cartões com mensagens de agradecimento dos próprios moradores de rua.

Assista:

Natal na Rua from GabrielMorais on Vimeo.

Tendo em vista que as pessoas sem moradia estão se tornando cada vez mais invisíveis, a organização britânica Adot, também aproveitou a época de solidariedade para desenvolver a campanha #shelights. Além da conscientização sobre os mais de 93 mil moradores de ruas em todo o Reino Unido, o objetivo dessa ação é angariar fundos para duas instituições de caridade diferentes, a Fundação Amy Winehouse e New Horizon Youth Centre, organizações que capacitam pessoas sem-abrigo.

O vídeo criativo e tocante foi criado pela Ogilvy & Mather do Japão e questiona “O que eles precisam fazer para serem vistos?”.

Confira no vídeo:

Mas e depois?

Apesar da realização dessas ações filantrópicas – as quais auxiliam somente em serviços de distribuição de alimentos e outros objetos – e de alguns programas sociais, poucas políticas públicas são desenvolvidas para solucionar esse problema. E o desinteresse do Estado influencia diretamente no comportamento da sociedade: os moradores de rua são tratados em alguns momentos com compaixão e outros com repressão, preconceito, indiferença e violência.

A conscientização não deve ser apenas no Natal ou em determinada época do ano, não podemos nos ater somente em ações pontuais que suprem a necessidade a curto prazo. Deve-se desenvolver políticas de transformação social que atuem na causa do problema e, assim, proporcionar dignidade para todos os habitantes a longo prazo.

Para refletir:

12346364_10204238090071241_3597299960364888107_n

Fontes:

Brasil Escola

Comunicadores

R7

Tec-cia

Anúncios

Deixe seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s