Publicidade

Música e Publicidade: a glória de um “bairro triste”

Por Bianca Velo

Não é novidade para ninguém que a internet alterou radicalmente a dinâmica social e cultural nos mais diversos âmbitos. No mundo da música, por exemplo, para um cantor fazer sucesso antigamente era necessário que conseguisse ao menos gravar uma demo que chegasse às rádios e explodisse, lançando seu nome aos holofotes. Nesse processo longo e demorado, o músico precisava que muitas pessoas confiassem no potencial do seu trabalho antes de realmente chegar ao público.

Hoje em dia, sites como Youtube e SoundCloud fazem boa parte do trabalho. É só gravar, postar, e contar com a sorte e aprovação do público. Do sucesso às gravadoras, eles encontram inúmeras possibilidades nesse caminho inverso.

Mas nem tudo é Grammy no mundo da música. Aumentando as oportunidades, a internet decuplicou a concorrência. Ainda que haja espaço para todos os tipos de cantores e ritmos musicais, chegar ao estrelato quando diversos outros músicos talentosos estão sonhando o mesmo sonho continuou bastante difícil, mesmo com as facilidades do mundo digital.

E chegar lá não é o único problema: se manter lá também não é tarefa fácil. Junto com as oportunidades e a concorrência, a exigência do público só aumenta e mantê-lo entretido num mundo em que todo mundo acha que já viu de tudo exige mais do que estratégias mais-do-mesmo.

Troye Sivan, ator, cantor, compositor e YouTuber sabe disso e está ganhando cada vez mais destaque no cenário musical desde o lançamento do seu segundo EP, WILD, que chegou à quinta posição da Billboard 200. Alcançando o número oito nas paradas australianas, o single de mesmo nome que o EP tem encontrado fãs no mundo inteiro.

Não é apenas a voz e as composições do cantor de 20 anos que chamam atenção, mas a forma com que ele prende a atenção dos fãs e oferece bem mais do que o mesmo. Composta por três faixas do álbum, Troye lançou no fim de agosto o trailer de uma trilogia intitulada “Blue Neighbourhood”.

Com dois dos três clipes lançados, a trilogia inicia com o single, Wild, e tem a segunda parte embalada por Fools. O “filme” conta a história de um casal adolescente desde a amizade na infância até o romance e o rompimento (até agora). A trama é enredada no amor dos meninos e na relação intensa de um deles com o pai. A terceira parte será lançada em breve e ainda não se sabe qual das músicas do EP encerrará a história.

Com um grande número de visualizações em um curto espaço de tempo, principalmente para um cantor que ainda está buscando seu espaço, o fim desse caso de amor tem gerado uma grande ansiedade no público, principalmente devido a prévia da terceira parte ao fim do clipe Fools.

“Blue Neighbourhood” já pode ser considerada uma das mais eficientes (e bonitas) estratégias de promoção de um álbum (ou EP) dos últimos tempos. Ainda que um cantor e compositor bastante talentoso, Troye não é único. É essa simples e ao mesmo tempo brilhante campanha promocional que diferencia seu trabalho de só-mais-um-clipe. Na corrida ao estrelato, sua voz e composições o levam longe. Mas é a estratégia e a criatividade que criam seu lugar no pódio, seu lugar ao sol.

Anúncios

Deixe seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s