Perfil de trabalho, Séries Especiais

Fazendo Artes

O curso de Artes Visuais é o protagonista da vez da nossa série “Perfil de Trabalho”. A entrevistada de hoje é Janaína Corteze, formada em 2014. Jana, como gosta de ser chamada, nos contou que sua vida acadêmica foi muito divertida, porém muito cansativa devido ao fato dela viajar todos os dias de Jaú para Bauru e ainda conciliar seu tempo com trabalho e atividades acadêmicas.

Perfil - Janaína As expectativas sobre qualquer curso são um ponto crucial para os ingressantes de universidades e dentro da FAAC não é diferente. Nesse ponto, Janaína tinha expectativas de realizar um aprofundamento na área de artes mesmo: técnicas, história da arte, exposições. Ela cumpriu algumas expectativas, mas pelo fato de a graduação ser em forma de licenciatura, tinha muitas disciplinas pedagógicas, o que não era o objetivo dela ao iniciar o curso.
Jana não chegou a participar de projetos de extensão. Como ela morava em Jaú e tinha um emprego lá, acabou não tendo a experiência em um, mas realizou atividades junto à docente de desenho estrutural a fim de ter experiências profissionais. A atualmente professora de Artes acha os projetos maneiras excelentes de realizar um trabalho de qualidade com apoio do professor, podendo ser uma pesquisa, e/ou um futuro TCC, o que auxilia para a continuidade da vida acadêmica. O mesmo com os estágios: são de suma importância, apesar de não tirarem o aprendizado em sala de aula. Entretanto, na prática se conhece melhor o terreno em que pisará num breve futuro.
Já no último ano do curso, com o mercado de trabalho próximo, o anseio tomou conta dela, assim como acontece com basicamente todos os graduandos. Janaína, diferentemente de muitos, já trabalhava na área como artista plástica e como arte educadora. A profissional em Artes Visuais disse que suas expetativas estão se cumprindo após o fim da faculdade, pois hoje ela trabalha em um ateliê de Artes – chamado Caçambaria, que é responsável pela produção de peças sustentáveis através de resíduos. Como professora, Jana se sente realizada, embora não fosse sua intenção inicial, mas acabou sendo uma grata surpresa para a mesma.
Sobre as relações interpessoais desenvolvidas, ela sempre teve um ótimo convívio com todos da Universidade, criou amizades em todos os cursos e adorava as festas, sobretudo as de repúblicas, local onde ela conhecia pessoas e fazia integração. Ela também gostava de frequentar o Bar do Ubaiano com o objetivo de conversar e descontrair com seus amigos.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Formar-se na Unesp sempre é visto como um grande diferencial, mas e na prática? Como funciona? Para Janaína, isso é um fator importante, apesar de não ser sempre um facilitador. Ela sempre teve a percepção de ser um diploma valorizado no mercado de trabalho e isso criou muitas expectativas de sucesso para a aluna. A artista plástica também usa sua história para incentivar seus alunos de escola pública no ingresso de uma universidade pública, pois ela também estudou em escolas públicas durante boa parte de sua vida.
Os planos de Janaína para o futuro profissional envolvem reconhecimento e valorização do seu trabalho, aprimoramento em técnicas e tendências em relação ao Design de Interiores e Decoração. Em relação aos futuros e sonhos profissionais, ela gostaria de realizar outro curso superior voltado para a área de Comunicação, focando na área de mídias culturais e também realizar projetos junto à comunidade no desenvolvimento de oficinas e cursos.

Por Felipe Picoli

Anúncios

Deixe seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s