Perfil de trabalho, Séries Especiais

Luz, Câmera, Mudança

Os anos de um estudante na universidade são marcantes tanto pela experiência acadêmica quanto pelo novo mundo que adentra. São inúmeras oportunidades somadas ao aumento da independência da família. Ou seja, uma bomba de “primeiras vezes” que impressiona a maioria dos universitários que largam suas cidades para estudar em uma faculdade.

Blog Jira PerfilMuito por conta disso, continuamos nosso especial “Perfil de Trabalho” com Camila Lourenço Rodrigues, formada em Rádio e TV na FAAC no começo deste ano. “A experiência de intercâmbio acadêmico, no período de um ano, divide minha trajetória na Unesp em dois momentos muito distintos. No início, ocupei a maior parte do meu tempo descobrindo esse novo universo, dedicando-me a conhecer novas pessoas, novos lugares, novos cursos, novos projetos extracurriculares”, ela diz.

De fato, a vida universitária proporcionou novos momentos para Camila. Ingressou na faculdade aos 17 anos, aprendeu a morar longe dos pais e dos amigos de infância e se afastou de sua zona de conforto que era Itu. Porém, a presença de outros tantos que estavam também perdidos na cidade lanche fez com que ela logo se adequasse ao novo meio. “Em momento algum foi um processo doloroso, uma vez que minha rotina era dividida com tanta gente desconhecida, que logo nos primeiros pedágios transformaram-se em minha família”.

Hoje, Camila trabalha na agência digital It’s Digital, em São Paulo, como Social Videomaker. Quando entrou de vez no mercado de trabalho, primeiramente como estagiária, a unespiana percebeu que o ambiente era diferente daquilo que sentia na universidade. “De modo geral, a formação em carreiras humanas nas universidades públicas está muito distante da realidade de mercado”, ela pensa. “A competitividade do mercado de trabalho e a preparação para sua inclusão são temas que o aluno precisa desenvolver sozinho, apesar de ser uma das necessidades da formação individual”.

Apesar disso, os projetos de extensão e os estágios foram importantes na sua formação. Por suas participações na Empresa Júnior de Rádio e TV “Locomotiva”, o programa Pau a Pixel, a ACI/FAAC e vários outros, Camila avalia essas oportunidades como sendo fundamentais para a experiência de técnicas inovadoras. Os projetos de extensão, por sua essência, dão a liberdade que o aluno precisa para experimentar o novo ambiente e testar seus conhecimentos. “Nessa dinâmica, é mais prazeroso aprender e trabalhar em grupo”, ela diz. Já os estágios dão menor liberdade, mas também “oferecem muitos aspectos difíceis de se aprender em sala de aula”.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Sobre o peso do diploma de uma universidade pública, a recém formada não vê tanta diferença nos processos pelos quais passou. “No mercado audiovisual, o conhecimento técnico e um bom networking abrem mais portas do que um diploma”, avalia. Apesar disso, o passado unespiano muitas vezes conta na procura de um emprego, já que “a Unesp favorece com a identificação que a maioria dos ex-alunos mantêm com a universidade e com os recém formados. É como se fosse uma comunidade onde todos os membros cultivam empatia e confiança um com os outros, mesmo sem conhecê-los”, diz. “O elo dessa forte união são as experiências universitárias em comum e a solidariedade por terem enfrentado as mesmas dificuldades nesse período”.

Camila colou grau há menos de um ano, em abril de 2014, mas já projeta seu futuro para daqui a alguns anos. A especialização em sua área, a de videomaker, exige aprimoramento das técnicas de edição, captação e finalização. Com uma base melhor estruturada, ela pensa em se especializar em roteiro audiovisual mais para frente. Mas os caminhos a se seguir são diversos. “Considero até a possibilidade de uma nova graduação ou uma nova temporada no exterior”, pensa. Para além do futuro próximo, a videomaker mantém o sonho de empreendedora: ela pretende conciliar seus projetos profissionais e pessoais. “Meu maior sonho profissional é desenvolver roteiros de ficção, em especial, para o público infantil”, ela finaliza.

Por Gabriel de Castro

Anúncios

Um comentário em “Luz, Câmera, Mudança”

Deixe seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s