Cursos, Relações Públicas

A importância de manuais de conduta nas redes sociais

É praticamente impossível, no tempo em que vivemos, encontrar alguém que não tenha acesso a nenhuma rede social. Seja ela estritamente para negócios, como o LinkedIn, ou algo mais descontraído, como o WhatsApp, é muito comum – quase banal – que as pessoas do mercado de trabalho estejam presentes em quase todas elas. Mas como se portar nas mídias sociais de modo que seu perfil profissional não seja prejudicado?

Blog 3

Comunicadores de agências de comunicação e/ou assessorias de imprensa devem prezar por um manual de conduta tanto para si próprios como também para seus clientes. É muito importante ter uma postura sensata nas redes sociais para que seu trabalho não seja comprometido, seja você agente de comunicação ou presidente de empresas. Por exemplo: João é vegetariano, mas trabalha para uma assessoria de imprensa que tem como clientes frigoríficos. Ele tem em sua rede de amigos diversos funcionários e donos das empresas para o qual faz assessoria. Se João, a pessoa, quiser postar qualquer texto contra carnes, João, o assessor, deve intervir para que o texto de postagem seja relacionado ao seu modo de vida e não contra a indústria de carnes.

É muito importante, também, que o comunicador tenha uma postura ao lidar com outros veículos de comunicação. Facebook, Twitter e WhatsApp são uma grande mão na roda para contatos, mas, principalmente, se você já conhecer pessoalmente com quem falará. Uma atitude não muito legal é pedir uma entrevista via mention no Twitter, uma vez que todos lerão o que você está dizendo. Para tal, o e-mail e o chat do Facebook podem ser úteis se usados de forma educada. Já o WhatsApp é muito usado para um canal direto e personalizado com clientes e/ou outros comunicadores. É sempre bom se identificar para quem receberá a mensagem de forma simples, com nome e empresa onde trabalha.

Ao realizar o manual, o cliente deve estar ciente, pois ele é peça fundamental para o desenvolvimento do mesmo. A divulgação nas mídias, por exemplo, deve ser estruturada em conjunto, contendo o perfil do cliente. Além de um projeto de divulgação e perfil, o manual deve conter outros itens importantes: uma introdução sobre o projeto comunicacional e seus objetivos, cenário e descritivo das redes sociais (presumindo que o cliente nunca tenha usado nenhuma rede, a fim de deixar tudo bem claro), quais redes o comunicador usará para realizar seu trabalho, como cada uma delas será usada (repercussão do trabalho e ensinamentos e informações relacionados ao produto do cliente), volume ideal de postagens e possíveis penalidades legais.

É interessante o manual de conduta ser algo da equipe inteira e que membros novos e antigos estejam cientes de todas as penalidades e formas de agir na internet. Assim como a responsabilidade dos comunicadores, a dos clientes deve ser vista como igual. Tudo deve ser feito com cautela e qualidade.

Por Mayara Abreu Mendes

Anúncios

Deixe seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s