Cursos, Publicidade

Reiventando o velho: muito mais que apenas um outdoor

Uma das formas mais tradicionais de publicidade exterior é o uso de outdoors. Contudo, está enganado quem pensa que o que é “tradicional” não pode contar com boas doses de inovação e criatividade para chamar mais atenção. Diversas marcas estão adotando novas maneiras de inovar nesse suporte, pois só divulgar uma imagem não tem sido mais tão efetivo.

Não é possível dizer precisamente a origem do outdoor e da propaganda ao ar livre. Sabe-se que há muitos séculos, pela natural falta de tecnologia necessária, por exemplo, para imprimir um jornal ou criar uma emissora de rádio, o outdoor teve que ser o primeiro meio publicitário utilizado pelo homem para a divulgação de suas ideias, produtos e serviços.

Os gregos se utilizavam de rodos de madeira, chamados de cyrbes, para enviar suas mensagens. Já na Mesopotâmia, os anúncios feitos pelos comerciantes de vinhos se davam em pedras talhadas em relevo, os axones. Recorrendo aos livros de história, encontra-se muitas referências às diversas maneiras de anúncios ao ar livre, como os hieróglifos egípcios nas paredes dos templos, as inscrições pré-históricas nas cavernas e muito mais.

A forma como conhecemos o cartaz atualmente somente passou a existir, obviamente, quando a impressão sobre o papel se tornou viável. Entretanto, com a invenção da litografia em 1793, o aperfeiçoamento da impressão dos cartazes começou a se desenvolver de forma muito rápida, despertando interesse até mesmo dos artistas plásticos da época. Jules Cheret é registrado como o autor do primeiro desenho litográfico a cores e também foi iniciativa deste mesmo pintor a união da arte e propaganda ao ar livre. Cheret, unindo-se a alguns outros colegas, projetaram a transformação das ruas de Paris em galerias a céu aberto, onde o público poderia ter um maior acesso à arte. Dessa forma, cartazes multicoloridos de diversos artistas foram afixados nas ruas parisienses.

Com o passar do tempo, o uso de outdoors foi aumentando e a necessidade de torná-los mais atrativos também. Foi pensando nisso que algumas empresas têm se superado no quesito inovação em outdoors.

A agência russa Voskhod resolveu “grelhar carne” em um outdoor no centro da cidade para promover o Double Grill&Bar, restaurante especializado em bifes de qualquer tipo e tamanho. A ideia foi simples e divertida:

Outro exemplo de outdoor criativo foi o pensado para a revista The Economist. Quando alguém passava pela propaganda, a luz acendia, fazendo referência ao surgimento de uma ideia.

Blog Tadi 2

A Heineken também saiu do comum ao investir sua publicidade em um outdoor 3D.

Blog Tadi

Pra quem ainda tem dúvida se o “velho” pode virar “novo”, está aí a resposta!

Por Beatriz Costa

Anúncios

2 comentários em “Reiventando o velho: muito mais que apenas um outdoor”

Deixe seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s