Tecnologia

Ano novo conectado

As mídias sociais já deixaram de ser apenas lazer há muito tempo. Hoje qualquer empresa que queira se tornar visível e alcançar mais consumidores deve ter ao menos um perfil em rede social. Políticos e figuras importantes também têm se utilizado bastante das plataformas digitais para falar com o público. Essa tendência crescerá ainda mais em 2014, que também trará várias mudanças tecnológicas em aplicativos e outros serviços.

A evolução dos smartphones e seus aplicativos
A evolução dos smartphones e seus aplicativos

Recentemente, a Forbes publicou uma lista das mudanças previstas para as redes sociais no ano que vem. As mídias que produzem micro-vídeos e imagens, como o Instagram e o Vine estarão em alta. Ainda pouco utilizada por jovens no Brasil, o LinkedIn crescerá e lançará mais programas para atrair profissionais, inclusive na área de marketing. Os populares Facebook e Twitter não apresentarão declínio, mas precisarão apresentar novas ferramentas para competir com o novo projeto do Google +.

Não é só para o marketing que a comunicação digital será aperfeiçoada. Os crescentes movimentos sociais também têm se utilizado bastante das redes ao organizarem manifestações e até para derrubarem presidentes, como foi o caso do Egito. Em 2014, com as eleições e a Copa do Mundo, todas as mídias estarão cada vez mais integradas para atender essa demanda. E se houve crescimento nessa área, um dos principais responsáveis pode ser também o smartphone. Hoje não há aparelho que forneça tantos aplicativos e ferramentas sem abrir mão da conectividade e mobilidade. Até o final deste ano serão vendidos mais de 184 milhões de tablets, já superando o número de vendas de celulares.

Tecnologia do futuro?

Os tablets podem ser o suprassumo da tecnologia, mas tudo indica que os dispositivos móveis ficarão ainda menores. O Google já demonstrou isso com a criação do Google Glass, aparelho com funções similares a um smartphone que imita um óculos e responde a comandos de voz. A empresa promete um upgrade para o ano que vem. Outro aparelho que surge é o smartwatch, que segue a mesma lógica no formato de relógio.

Sony Smartwatch (Fonte: sonymobile.com)
Sony Smartwatch (Fonte: sonymobile.com)

O armazenamento de dados também acompanha essa revolução. Hoje não precisamos mais de cds, disquetes ou pendrives, o armazenamento em nuvem – ou online – já dá conta de tudo isso. Várias empresas já utilizam a nuvem, tanto na forma pública quanto privada. Além disso, criações como o Google Drive tornam-se o principal meio de armazenamento pelo público, pois também permite a criação de textos online por várias pessoas ao mesmo tempo.

Algumas empresas de eletrônicos também trazem promessas para o novo ano. Os aparelhos devem trazer mais serviços para os consumidores, como informações sobre trânsito, compras e restaurantes. O monitoramento de atividades do usuário, como batimento cardíaco, calorias consumidas, número de passos, entre outros também será oferecido. Outra adaptação dos smartphones seria mudar o sistema de senhas de números para impressões digitais.

Não são só essas empresas que vão transformar a comunicação digital. Hoje já é possível ver prefeituras trabalhando para conseguir internet livre e de graça em qualquer espaço público. Essa inclusão digital também pode ser vista em outros países além do Brasil. Em países, como Indonésia e Índia, cresce o número de usuários de smartphones. Pelo visto, 2014 vai nos aproximar ainda mais do futuro.

por Giovanna Diniz dos Santos

Anúncios

Deixe seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s