Extensão, Pela Faac

Voz do Nicéia: onde o jornalismo e a comunidade se encontram

O jornal é uma fonte muito importante para se ter acesso às notícias da cidade onde você mora, do seu país e do mundo, mas o que acontece quando esse jornal não consegue atender as necessidades de uma determinada população? É aí que surge o jornalismo comunitário, buscando aproximar aquele pequeno grupo de pessoas aos assuntos que realmente são importantes para elas, sobre o bairro onde moram e sobre as pessoas próximas à sua realidade.

Em entrevista, Ângelo Sottovia Aranha, professor de jornalismo do Departamento de Comunicação Social da FAAC, explicou o conceito de comunidade que rege o jornalismo comunitário: “Uma comunidade isolada num canto da cidade, em que todos usam o mesmo ônibus para chegar até lá, a mesma creche, o mesmo mercado e que enfrentam os mesmo problemas e frequentam as mesmas festas. Neste território isolado, distante do centro da cidade, em que vigora o espírito comunitário, nada mais justo que um jornal que seja pautado pela própria comunidade”.

525671_273417012748208_441871860_n
(Foto: página oficial do Facebook)

Pensando na necessidade da comunidade do bairro Jardim Nicéia em expor seus problemas e suas necessidades surgiu o jornal Voz do Nicéia. O projeto surgiu em 2009 com algumas edições e ficou abandonado até que em 2011 os alunos resolveram reativá-lo, dando uma cara nova à linha editorial, interface gráfica e com um pessoal super disposto a fazer o periódico dar certo.

Ana Paula Navarrete, estudante de jornalismo e que já fez parte do projeto, defende que “o jornalismo comunitário possui como meta ser a ferramenta social que liga a comunidade, e seus problemas, com o poder público responsável, além de informar e entreter os moradores. O jornalismo comunitário é muito importante porque além de dar voz às comunidades, geralmente marginalizadas, ele é um instrumento catalisador de mudanças no lugar em que é distribuído”.

253218_462634067159834_1632794311_n
Além do jornal, os estudantes realizam várias atividades na comunidade como a oficina de brinquedos de sucata (Foto: página oficial do Facebook)

Vitor Moura, ex-editor do jornal relatou um pouco da sua experiência no projeto. Quando perguntado sobre se a comunidade gosta do jornal e se eles se identificam e dão valor ao projeto, Vitor respondeu: “No geral, nós só recebemos elogios. Eles gostam muito das matérias de cobrança do poder público e quando se veem no jornal. As crianças adoram também, elas inclusive gostam de tirar fotos com a equipe e ajudam a distribuir [o periódico]”. Vitor comentou ainda sobre um episódio muito marcante para ele durante a sua participação no projeto: “Uma mulher já disse que o jornal era um dos motivos pra ela poder levantar a cabeça todos os dias de manhã. Fiquei muito emocionado”.

Em uma parceria da faculdade com o Jornal da Cidade, são impressos 1.000 exemplares, em edições bimensais, que são distribuídos gratuitamente para a comunidade. Segundo Ana Paula, o Voz do Nicéia é entregue também na prefeitura, na câmara dos vereadores e em ONGs da cidade, para que essas fiquem a par do que acontece no bairro e possam proporcionar efetivas melhorias na região.

O projeto Voz do Nicéia é formado por alunos do curso de jornalismo da Unesp e é coordenado pelo professor Ângelo Sottovia Aranha. Recentemente o Voz do Nicéia foi premiado no 7º Congresso de Extensão Universitária da Unesp como o melhor projeto na área de comunicação.

Se você se interessou pelo projeto e quiser conhecer mais a respeito, você pode acessar o blog ou ainda a página no Facebook.

Por Natassia Yalmanian

Anúncios

Deixe seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s