Sem categoria

Vigilante, com certeza

Para quem entra na faculdade não imagina que existem inúmeros funcionários para conservar o ambiente do jeito que estamos acostumados. O agente de vigilância e recepção é um exemplo. Ele fica na portaria olhando, acenando e ajudando às pessoas que entram na UNESP. Esse é o cargo do senhor Roosevelt Rodrigues, de 51 anos e que trabalha na universidade há 23 anos. Ele entrou no serviço por meio de seleção na época que ainda era Universidade de Bauru, a UB.

“A gente tem que sempre valorizar o que faz, não importa a função”, são as palavras do senhor, que está todos os dias dando bom dia e oferecendo ajuda aos alunos, professores e visitantes na UNESP. Ele vê muita utilidade em qualquer trabalho e diz que não se deve fazer de mau gosto o que é necessário fazer, exemplo que deveria ser acatado por muitos.

Senhor Roosevelt fala que a maior vantagem de trabalhar ali na portaria é conhecer muita gente e conta ainda que é gratificante trabalhar no meio de universitários, ele se sente orgulhoso por isso.

A maioria de seu trabalho consiste em dar informações às pessoas que não sabem onde ficam os lugares na UNESP, mas o “só” fazer isso exige bastante paciência e atenção. Só no momento da entrevista, ele deu várias informações para pessoas que queriam fazer entregas ou para visitantes que queriam encontrar o departamento, dentre outras informações.

Ao ser questionado sobre fatos estranhos ocorridos, já que ele fica ali só observando as pessoas, ele diz que nada muito anormal acontece, mas de vez em quando aparecem uns andarilhos que agora ele já acha normal.

Dos 23 anos de vigilância na portaria, 15 anos ele trabalhou no período noturno, mas o campus fica fechado atualmente – há uns oito anos era aberto.

Roosevelt diz ter outras habilidades como ser soldador e vidraceiro, mas atualmente só se dedica ao cargo de vigilante da UNESP.

Quanto aos seus sonhos, senhor Roosevelt pensa um pouco e diz ser sobre sua família, que o sonho dele é ver seus dois filhos formados e fala com orgulho que eles estão na faculdade. “O sonho principal da gente é ver os filhos se formarem e ter uma boa família”.

Marina Mazzini

Anúncios

Deixe seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s